CSS Light Web Gallery

25/02/2019 | SAÚDE

ARTIGO: Envelhecimento e exercício físico

O aumento de casos de sobrepeso e obesidade na população está associado diretamente a maus hábitos alimentares e inatividade física ou sedentarismo. Essa condição é considerada preocupante para a saúde pública e está crescendo em todo o mundo e em todas as faixas etárias, principalmente no idoso.

A obesidade no idoso oferece riscos ainda maiores, pois potencializa algumas doenças que já são inerentes por conta da idade, como hipertensão, problemas cardíacos, diabetes e osteoporose, entre outras. Sem contar que as funções motoras podem diminuir de forma significativa, interferindo na qualidade de vida dessas pessoas.

A prática de exercícios bem orientados por médicos e educadores físicos é de suma importância, principalmente para quem está entrando no processo de envelhecimento. Além da obesidade, um dos fatores que atrapalha uma boa qualidade de vida para o idoso é a sarcopenia (condição fisiológica que faz parte do processo de envelhecimento e diz respeito à perda gradativa de massa muscular que é responsável pelos nossos movimentos). O exercício físico na terceira idade entra como um elemento indispensável para que se possa retardar esse processo.

Segundo MATSUDO (1992), o exercício promove efeitos benéficos em indivíduos da terceira idade, tais como a diminuição da gordura corporal, aumento da massa muscular e da força, incremento do tecido conetivo, melhora da flexibilidade, além da melhora da autoestima e da imagem corporal. 

Uma atividade indicada para esses indivíduos sarcopênicos é o exercício com pesos, como a musculação por exemplo. Muitas pesquisas já mostraram que um treino de força adequado e bem orientado por um profissional é capaz de reduzir o peso, aumentar a massa magra e até a densidade óssea em pessoas da melhor idade. 

Para esse público o cuidado deve ser dobrado, pois uma prática de exercício mal orientada pode trazer muitos riscos. A prática bem orientada só trará benefícios. 

Dr. Nayvaldo Almeida – Ortopedista e diretor de Saúde da CIC
Steffânia de Almeida - Educadora Física

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC

Outras Notícias