CSS Light Web Gallery

04/12/2018 | DISCURSO

PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE IVANIR GASPARIN - REUNIÃO-ALMOÇO DE 03.12.2018

Foto: Julio Soares/Objetiva
Foto: Julio Soares/Objetiva

Senhoras e Senhores

Antes de falarmos sobre o tema da reunião-almoço de hoje, queremos fazer dois registros:

O primeiro, cumprimentar a Diretoria de Infraestrutura da CIC, que no sábado realizou mais um Pit Stop na Rota do Sol. Os cerca de quinze voluntários que participaram da mobilização entregaram dois mil kits aos motoristas. 

Essa tem sido uma ação anual realizada com o propósito de conscientizar motoristas sobre regras de segurança no trânsito, e também para chamar a atenção das autoridades competentes sobre a importância de se manter as estradas em dia para que as pessoas possam viajar com segurança.

A conscientização acontece quando este tema é colocado no dia a dia das pessoas e dos órgãos públicos, e deve ser visto como um investimento que contribui para a diminuição das mortes no trânsito. Por isso, mais uma vez, parabéns, aos nossos diretores por esta iniciativa.

Também queremos cumprimentar o Simecs pela bonita solenidade de entrega do Mérito Metalúrgico Gigia Bandera, na noite de sexta-feira. É muito bom ver o trabalho e o exemplo de pessoas como Dirceu Tedesco, Cíntia Buzin e Gilmar Paniz sendo reconhecidos pela comunidade. Parabéns ao Simecs e aos agraciados também.

Outro assunto que queremos comentar neste espaço é a decisão do presidente Temer de sancionar o reajuste de 16,38% concedido pelo congresso a ministros do STF, que aumentará a remuneração dos magistrados de 33 mil para 39 mil reais. Esse reajuste tende a provocar um efeito cascata, já que também acarreta aumento dos servidores públicos. Na sequência dos fatos, o ministro Luiz Fux determinou o fim do auxílio-moradia. Sem se darem por vencidos, lemos a seguinte manchete em um jornal: "Juízes prometem lutar no “limite de suas forças” para manter o auxílio-moradia".

Infelizmente, a população não foi ouvida. Foram muitas manifestações a Michel Temer para que vetasse o aumento do STF. Estamos falando de um impacto de pelo menos 5,3 bilhões de reais anuais no orçamento da União, levando-se em conta o famigerado “efeito cascata”. Até quando presidente, senadores, deputados e ministros darão as costas à vontade da imensa maioria do povo brasileiro? Lastimamos as consequências dessa decisão, pois seremos todos afetados por ela.

Por fim, agradecer novamente ao ex-presidente Nelço Tesser e à Parceiros Voluntários por esta reunião-almoço em que temos a oportunidade de saudar todos os voluntários da nossa cidade, e que fazem um trabalho tão importante e bonito, pelo Dia Internacional do Voluntário.

Se pensarmos bem, o maior papel social do empresário é gerar empregos, pagar bons salários e pagar os impostos. Mas vamos além, e prestamos irrelevantes serviços pensando no bem-estar de quem mais precisa.

Imaginem Caxias do Sul sem os clubes de mães, sem as entidades que cuidam de crianças, adolescentes e idosos, sem o trabalho daqueles que arrecadam alimentos, brinquedos, e tantos outros itens para amenizar o sofrimento de tantas pessoas. Não conseguimos imaginar, não é mesmo? Fazer o bem faz parte dos nossos valores e por isso o fazemos de coração aberto.

Parabéns à Parceiros Voluntários e a todas as demais entidades sociais de Caxias do Sul por qualificarem a rede social que transforma para melhor a nossa comunidade.

Muito obrigado e boa reunião-almoço a todos!

Fonte: Assessoria de Imprensa

Outras Notícias