15/04/2021 | DESENVOLVIMENTO

Novo secretário de Desenvolvimento Econômico do RS se reúne com empresários na CIC Caxias

Edson Brum se reuniu com lideranças de Caxias do Sul nesta quinta-feira (15) - Foto: Karine Zanardi dos Santos/CIC
Edson Brum se reuniu com lideranças de Caxias do Sul nesta quinta-feira (15) - Foto: Karine Zanardi dos Santos/CIC

Em sua primeira visita oficial a Caxias do Sul como secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul, Edson Brum incluiu na agenda um encontro com dirigentes da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC Caxias). Mediada pelo presidente da entidade, Ivanir Gasparin, e com a presença do deputado estadual Carlos Búrigo, a reunião teve como pauta ações para o desenvolvimento do estado. 

Edson Brum disse que assume o desafio do cargo com muita vontade e coragem para enfrentar um momento complicado, em que o Rio Grande do Sul está todo em bandeira preta. “Estamos nos propondo primeiro a desburocratizar e agilizar os processos internos de governo”, revelou, ao elencar suas prioridades. 

O secretário lembrou que está em análise na Assembleia Legislativa uma proposta de mudança na legislação que regula o Fundo Operação Empresa do Estado do Rio Grande do Sul (Fundopem), justamente com o objetivo de agilizar a concessão do incentivo a pequenas e médias empresas. Além disso, mencionou a criação do Fundopem Express, instrumento destinado a empresas que faturam até R$ 4,6 milhões/ano. “É um Fundopem mais rápido para essas empresas que são menores”, enfatizou.

Edson Brum, que tem cinco mandatos como deputado estadual, acrescentou que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico também está buscando autorização da Assembleia Legislativa para captar recursos internacionais, via BRDE, para serem alocados no fomento econômico do estado. Também estão entre as prioridades do secretário ações coordenadas com a Secretaria de Meio Ambiente, como a que proporcionou licenciar o anunciado investimento da JBS no Rio Grande do Sul em apenas 30 dias. “Isso porque a gente se dedicou a cuidar do assunto. Muitas vezes se perde um empreendimento ou o empreendedor desiste pela burocracia e pela demora que se tem no estado”, ponderou. A JBS vai investir R$ 1,7 bilhão em seis das 12 unidades que a companhia tem em diferentes regiões do Rio Grande do Sul. Contemplada neste investimento, a unidade de Caxias do Sul em Ana Rech será ampliada, conforme Edson Brum. 

Ao secretário, Ivanir Gasparin falou da importância desse trabalho de desburocratização e criação de um ambiente mais amigável para os empreendedores e para os negócios no Rio Grande do Sul. Também destacou a necessidade de o governo do estado dar atenção às demandas de infraestrutura da Serra Gaúcha, que no seu entendimento aumentarão a competitividade das empresas e promoverão maior desenvolvimento econômico e social.

Atenção aos serviços e à indústria

A vice-presidente de Serviços da entidade, Maristela Tomasi Chiappin, pediu ao secretário maior atenção à oferta de linhas de crédito para as empresas do segmento junto ao Badesul. De acordo com Maristela, muitas pequenas empresas do setor de serviços relatam dificuldade em contratar empréstimo com taxas de juros mais acessíveis. 

Já o presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul (Simecs), Paulo Spanholi, expôs e pediu a interferência do secretário Edson Brum para as dificuldades da indústria com a falta de insumos e com a alta dos preços de matérias-primas como o aço, alumínio e polímeros. 

Também entraram nos debates os projetos de privatização, concessões rodoviárias e as medidas com foco no equilíbrio fiscal do estado. Também estavam presentes os vice-presidentes de Indústria e Comércio da CIC Caxias, Mauro Bellini e Jaime Andreazza, e o secretário do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego de Caxias do Sul, Élvio Gianni, além de técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do RS. Gianni enfatizou que o governo do município também atua no sentido de desburocratizar processos que permitam ao empreendedor maior agilidade e segurança. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC - Jornalista Marta Guerra Sfreddo (MTb6267)

Outras Notícias