CSS Light Web Gallery

05/11/2019 | DESEMPENHO

Economia de Caxias tem alta de 0,6% em setembro

Dados foram divulgados nesta terça-feira (5) pela CIC e CDL - Foto: Raquel Carvalho/CIC
Dados foram divulgados nesta terça-feira (5) pela CIC e CDL - Foto: Raquel Carvalho/CIC

O desempenho da economia de Caxias do Sul em setembro apresentou ligeira alta de 0,6% em relação a agosto, mas cresceu 8% em relação a setembro de 2018. O acumulado no ano é positivo em 6,6%, enquanto a alta nos últimos 12 meses atingiu o índice de 6,9%. Os indicadores do desempenho da economia de Caxias do Sul no mês de setembro de 2019 foram divulgados em coletiva à imprensa nesta terça-feira (5) pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

O desempenho de setembro foi justificado em razão do menor número de dias úteis no mês. A análise comparativa com agosto deste ano mostra que o desempenho da indústria foi negativo em 1%. Já o comércio atingiu taxa de crescimento de 5,2% no mesmo comparativo, enquanto os serviços 0,8%. No acumulado do ano, a indústria cresceu 2,2% e os serviços, 9,9%, enquanto o comércio obteve a maior alta do período: 15%.

Na comparação com setembro de 2018, a indústria apresentou um crescimento de 3,2%, enquanto o comércio teve alta de 14,6% e os serviços, de 13%. Para a diretora de Economia, Finanças e Estatística da CIC Maria Carolina Gullo, no ano passado, a base do desempenho da indústria era alta. Portanto, concluiu, “crescer 3% sobre o ano passado é um bom crescimento”.

Em relação aos postos de trabalho, o levantamento mostra que no mês de setembro houve ligeira queda, sendo fechados 137 empregos no município. No ano, o acumulado é de 1,5% de crescimento, com 2.425 vagas a mais. Hoje, o estoque de empregos formais em Caxias do Sul totaliza 165.504. 

Mercado externo

Os indicadores do mercado externo apontam crescimento de 5,6% nas exportações e de 6,9% nas importações na comparação entre setembro de 2019 e setembro de 2018. Com isso, o saldo da balança comercial caxiense é negativo em 17% no acumulado dos últimos 12 meses, situando-se na casa dos US$ 345 milhões.

Participaram da coletiva de imprensa, o presidente da CIC Ivanir Gasparin, o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Joarez José Piccinini, o assessor de Economia da CDL, Mosár Leandro Ness, e a assessora de Economia, Finanças e Estatística da CIC, Nara Panazzolo.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC - Jornalista Marta Guerra Sfreddo (MTb6267)

Outras Notícias