CSS Light Web Gallery

23/06/2020 | INDICADORES

Economia de Caxias do Sul tem queda de 24,3% em abril

Números da atividade econômica local foram revelados pela CIC e CDL durante videoconferência nesta terça-feira (23) - Foto: Candice Giazzon/CIC
Números da atividade econômica local foram revelados pela CIC e CDL durante videoconferência nesta terça-feira (23) - Foto: Candice Giazzon/CIC

Como já era esperado, as restrições às atividades econômicas impostas com o objetivo de conter o avanço do coronavírus tiveram forte impacto no desempenho da economia de Caxias do Sul no mês de abril. A queda geral foi de 24,3% sobre março, com indústria, comércio e serviços amargando um de seus piores resultados dos últimos anos. Os números da economia local foram apresentados nesta terça-feira (23), por videoconferência, pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC Caxias) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

Em março, o desempenho da economia de Caxias do Sul havia apresentado um crescimento de 2,4% em relação a fevereiro, não refletindo ainda os prejuízos causados pela crise da pandemia de coronavírus. Abril, porém, o faturamento das empresas foi fortemente impactado. A indústria registrou uma queda de 25,5%, o comércio, de 27,8%, e os serviços, de 20,3%. Em relação a abril de 2019, a queda foi de 28,6%. Com isso, o acumulado do primeiro quadrimestre deste ano mostra uma redução de 7,5%.

Na avaliação por setor, o levantamento da CIC Caxias mostra que os componentes “compras industriais” e vendas industriais” foram os que apresentaram pior desempenho no mês: menos 48,8% e menos 36,8%, respectivamente. “Horas trabalhadas, com menos 21%,” e “massa salarial”, com menos 14,4%, também caíram. Já o comércio, em relação a abril de 2019, teve uma queda de 40,51%.

Empregos

O mês de abril de 2020 registrou um dos maiores desempenhos negativos de toda a série histórica do levantamento da CIC Caxias e CDL, com 5,1 mil demissões. A paralisação de diversas atividades comprometeu o mercado de trabalho. No mês avaliado, o estoque de empregos foi de 147,5 mil, e, no acumulado do ano, foram fechados 3,1 mil empregos com carteira assinada.

Mercado externo

Os dados indicam que o saldo da balança comercial de Caxias do Sul em abril teve queda de 26% em relação ao mesmo mês do ano anterior Exportações e importações caíram na comparação entre março e abril deste ano. Mesmo assim, o saldo da balança comercial neste comparativo cresceu 61,5%.

Houve um aumento das importações provenientes da China e da Alemanha, na relação entre 2019 e 2020, enquanto nas exportações destaca-se o que parece ser uma retomada das exportações para o mercado argentino.

Para o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Astor Schmitt, os números estão postos e trazem duas preocupações: a perda de 36 mil empregos formais em Caxias do Sul entre os anos de 2013 e 2020 e a queda da competitividade da indústria caxiense no mercado internacional. Abril, segundo ele, foi o fundo do poço, mas a expectativa é de reversão do quadro.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC - Jornalista Marta Guerra Sfreddo (MTb6267)

Downloads

Outras Notícias