CSS Light Web Gallery

28/01/2020 | INFRAESTRUTURA

Lideranças empresariais debatem concessões de rodovias da Serra Gaúcha em audiência com os secretários Costella e Vanuzzi

Encontro foi realizado na sede da Secretaria de Logística e Transportes nesta terça-feira (28) - Foto: Marta Guerra Sfreddo/CIC
Encontro foi realizado na sede da Secretaria de Logística e Transportes nesta terça-feira (28) - Foto: Marta Guerra Sfreddo/CIC

O estudo de concessões de rodovias por meio de investimentos privados esteve em pauta na Secretaria de Logística e Transportes do Estado nesta terça-feira (28), em Porto Alegre. quando representantes da Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha (CICS Serra), incluindo a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), se reuniram com o titular da pasta, Juvir Costella, e com o secretário Extraordinário de Parcerias, Bruno Vanuzzi. O encontro tratou das condições da ERS-122, no trecho de Farroupilha a Caxias do Sul; da ERS-446, entre Carlos Barbosa e São Vendelino; e da RSC-453, no trevo da TelaSul, em Garibaldi, e também da Rota do Sol. Na oportunidade, as lideranças empresariais da Serra Gaúcha pediram informações sobre o andamento do estudo que prevê a concessão dessas rodovias.

De acordo com Vanuzzi, a preocupação com as estradas que compõem o triângulo da Serra é recorrente desde o início do governo. "Não há dúvidas de que os projetos necessitam da adesão da opinião pública", frisou. "Contudo, iremos estudar todas as medidas plausíveis para que consigamos atingir o melhor resultado sob o ponto de vista técnico, levando em conta a menor tarifa de pedágio possível".

Costella destacou que o futuro do Estado na área da infraestrutura de transportes depende de projetos que estejam em sintonia com os pleitos da sociedade. "Sobre as concessões, no momento oportuno iremos cumprir com a nossa responsabilidade, no sentido de fiscalizar o serviço", ponderou o secretário. "Queremos entregar à população rodovias mais seguras e em melhores condições de trafegabilidade".

Rota do Sol

O titular da pasta de Logística e Transportes também respondeu a questionamentos sobre as rochas que ocupam uma das pistas da Rota do Sol, em Itati. Costella esclareceu que o material - oriundo de uma queda de barreira há sete meses - foi mantido no local para firmar a contenção da encosta e evitar novos deslizamentos. A obra que dará uma solução definitiva ao trecho já tem projeto concluído e está em fase de orçamento. Ainda de acordo com Costella, além do alto custo, poucas empresas são especializadas nesse tipo de obra.

Ainda sobre a Rota do Sol, o diretor de Infraestrutura da CIC solicitou ao secretário a instalação de balança para atuar na fiscalização do tráfego dos veículos pesados de carga. Para Delmar Perizzolo, o excesso de peso danifica o pavimento, e a medida evitaria o desgaste da rodovia.

O secretário destacou também que um estudo - em conjunto com o corpo técnico do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) - será elaborado para contemplar a ERS-122, visando ao reforço da segurança no local. "Em poucos meses começarão os períodos de chuva. Dessa forma, queremos evitar riscos e preservar a vida dos usuários que trafegam pela rodovia", salientou.

Participaram da audiência o diretor-executivo da CIC, Gelson Dalberto, o diretor de Política Urbana e Infraestrutura da entidade Delmar Perizzolo, o presidente do Sinduscon Caxias, Rodrigo Postiglione, representantes da CICS Serra, do Corede Serra, do movimento Mobilização por Caxias (Mobi Caxias), do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG) e da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Farroupilha (CICS Farroupilha).

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC e da Secretaria de Logística e Transportes do RS

Outras Notícias