CSS Light Web Gallery

25/07/2019 | CONSELHO DA EMPRESÁRIA

Café com Informação debate criptomoedas e impacto nos negócios

Evento de julho teve Evandro Ghinzelli como palestrante convidado - Foto: Candice Giazzon/CIC
Evento de julho teve Evandro Ghinzelli como palestrante convidado - Foto: Candice Giazzon/CIC

Apresentar o mercado de moedas digitais, e suas diferenças em relação ao mercado de moedas tradicionais, e o impacto nos negócios. Este foi o objetivo da palestra do especialista em mercado de investimentos Evandro Ghinzelli no Café com Informação de julho, realizado nesta quinta-feira (25), pelo Conselho da Empresária da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC). Ghinzelli explicou o que é criptomoedas, bitcoin e blockchain e discorreu sobre o mercado Forex, como funciona, quais os riscos e os aspectos regulatórios.

Criptomoeda é um meio de troca que se utiliza da tecnologia de blockchain e da criptografia para assegurar a validade das transações. Já o mercado Forex - abreviação para Foreign Exchange Market, que significa moeda estrangeira - movimenta grandes volumes de dinheiro diariamente, algo em torno de U$ 5 trilhões, funcionando 24h por dia entre 22h de domingo e 22h de sexta-feira. Para quem deseja começar a investir em moedas digitais, o especialista sugeriu: “estude bastante a estrutura do mercado”.

Para Ghinzelli, os criptoativos, à medida que se tornam mais conhecidos, tendem a revolucionar o mercado bancário, justamente por ser descentralizado. “Tudo que é intermediário tende a morrer”, afirmou. As transações serão ponta a ponta, eliminando a necessidade de um banco intermediar pagamentos, explicou.

Entre as formas listadas pelo palestrante para se investir em criptomoedas estão: mineração (pessoas localizadas em todo o mundo compram/executam computadores com um software especial para a mineração a fim de ganharem criptomoedas); compra direta via exchange (espera subir para vender) e ICO (tokens utility ou security). Ghinzelli havia alertado no início da palestra: “o assunto é bastante técnico”. Por isso informação, conhecimento e segurança são questões fundamentais para quem decide investir no mercado de moedas digitais, concluiu.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC - Jornalista Marta Guerra Sfreddo (MTb6267)

Downloads

Outras Notícias