CSS Light Web Gallery

23/01/2019 | REUNIÃO-ALMOÇO

“Estamos iniciando um ciclo virtuoso de pelo menos 20 anos no Brasil”

jornalista Políbio Braga palestrou na reunião-almoço que a CIC realizou nesta quarta-feira (23) - Foto: Julio Soares/Objetiva
jornalista Políbio Braga palestrou na reunião-almoço que a CIC realizou nesta quarta-feira (23) - Foto: Julio Soares/Objetiva

O evento de abertura do calendário de reuniões-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), nesta quarta-feira (23), debateu os possíveis cenários na economia e na política a partir da posse de Jair Bolsonaro na Presidência da República. O tema foi exposto a um público de aproximadamente 170 pessoas pelo jornalista político Políbio Braga, que atualmente mantém um blog na internet com conteúdo jornalístico independente. “Tenho a convicção de que estamos iniciando um ciclo virtuoso de pelo menos 20 anos no Brasil. Este país não é mais aquele que foi até 31 de dezembro. Será o país dos nossos sonhos”, afirmou Políbio.

O jornalista mostrou-se confiante em um crescimento do PIB em torno de 2,5% e inflação de no máximo 4,1% para 2019, conforme apontam as projeções dos principais organismos econômicos mundiais. “Pode parecer que estes números não sejam muito expressivos, mas não dá para esquecer que emergimos de uma severa recessão econômica nos últimos anos”, completou.

Depois de afirmar que a vitória não se deu por causa de Bolsonaro, mas pelas causas, Políbio Braga também avaliou a derrota do candidato Fernando Haddad. Segundo ele, os motivos foram a herança deixada pelos lula-petistas, a má gestão do governo de Dilma Rousseff e o que chamou de corrupção oceânica. “Acabou o ciclo da velha República e da velha política. Agora é a nossa vez, a vez dos que estão comprometidos com a economia de mercado e com o Estado de direito. A velha política está sendo varrida, investigada, denunciada, processada, condenada e na cadeia, ou em vias de ir para a cadeia”, pontuou o jornalista, que tem filiação no MDB, embora não apresente atividade ou fidelidade partidária, e fez campanha aberta para Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais e para a reeleição de José Ivo Sartori no governo gaúcho. Segundo ele, não se trata de defender Bolsonaro, mas de defender as teses do novo governo e as reformas que são necessárias para acelerar o desenvolvimento.

Em relação ao governo de Eduardo Leite no Rio Grande do Sul, Políbio Braga afirmou que será uma continuidade do governo Sartori, pois as propostas são as mesmas. “Leite é mais jovem, mais impetuoso, mais habilidoso e tem outro time”, disse, ao avaliar a vitória do candidato tucano.

Os debates da reunião-almoço também passaram por críticas à cobertura que parte da imprensa tem feito sobre o governo de Jair Bolsonaro.

A próxima reunião-almoço da CIC vai ocorrer no dia 20 de fevereiro, e o palestrante deverá ser o governador Eduardo Leite, caso confirme presença ao convite feito pelo presidente da entidade, Ivanir Gasparin, durante audiência no Palácio Piratini nessa terça-feira (22).

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC - Jornalista Marta Guerra Sfreddo (MTb6267)

Outras Notícias