CSS Light Web Gallery

10/12/2018 | REUNIÃO-ALMOÇO

“O Brasil vive um novo momento”, diz presidente da Fiergs

Em palestra na CIC, Gilberto Porcello Petry afirmou que cenário passou a ser de otimismo depois da mensagem das urnas - Foto: Julio Soares/Objetiva
Em palestra na CIC, Gilberto Porcello Petry afirmou que cenário passou a ser de otimismo depois da mensagem das urnas - Foto: Julio Soares/Objetiva

“Saí do realismo pessimista para o realismo otimista. ” A afirmação é do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Gilberto Porcello Petry, em palestra na reunião-almoço desta segunda-feira (10), na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), sobre o novo cenário político e econômico brasileiro. Ele disse que o Brasil vive um novo momento, principalmente pela mensagem que emergiu das urnas. “As urnas disseram que as famílias querem os valores tradicionais, querem que seus filhos aprendam matemática, história e geografia nas escolas, sem desviação ideológica”, pontuou.

Para Petry, os governantes têm que saber captar esse momento, e se souberem, acredita, o cenário será de bastante otimismo. O presidente da Fiergs também afirmou que a principal função dos governos será a geração de empregos, porém, de modo sustentável. As empresas, reiterou, não podem ser assustadas diariamente com medidas que tragam insegurança jurídica, precisam de condições de trabalhar sem sobressaltos, em um ambiente simplificado e um sistema tributário que não castigue quem produz.

Em relação ao Rio Grande do Sul, o dirigente lembrou que a questão das alíquotas do ICMS gera desvantagem comparativa com outros estados. As alíquotas foram majoradas em 2016, e o aumento do imposto vale até dezembro deste ano. Para Petry, a prorrogação das alíquotas perde vigência e a renovação depende de um novo projeto de lei passar pela Assembleia Legislativa. “O Rio Grande do Sul tem que cortar custos e enxugar estruturas, como fazem as empresas quando precisam enfrentar alguma crise”, defendeu.

Gilberto Porcello Petry falou ainda sobre o trabalho do Grupo de Política Industrial, criado na Fiergs. Os voluntários elaboraram um documento com sugestões de política industrial com o objetivo de auxiliar os próximos governantes. O documento, entregue aos candidatos durante o período eleitoral, está baseado em três pontos: segurança jurídica, estímulo à competitividade e inovação e internacionalização da economia.

CALENDÁRIO – A reunião-almoço com Gilberto Porcello Petry encerrou o calendário de eventos da CIC em 2018. A próxima reunião-almoço será em 23 de janeiro, com a presença do jornalista Políbio Braga. Em fevereiro também será realizada apenas uma reunião-almoço. O calendário semanal será retomado em março de 2019.

Como parte da programação de encerramento, o Coro Expressões da Serra surpreendeu o público durante flash mob que entoou uma canção de Natal. Houve também uma benção do Bispo da Diocese de Caxias do Sul, Dom Alessandro Rufinoni.   

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC - Jornalista Marta Guerra Sfreddo (MTb6267)

Outras Notícias