CSS Light Web Gallery

06/04/2017 | PROGRAMA MINIEMPRESA

CIC Jovem promove palestra sobre postura profissional e empreendedorismo

Programa Miniempresa oferece a estudantes o desafio de criar e gerenciar uma empresa - Foto: Lucas Lermen/BD
Programa Miniempresa oferece a estudantes o desafio de criar e gerenciar uma empresa - Foto: Lucas Lermen/BD

A Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), por meio da Diretoria de Jovens Empresários, realiza uma palestra no próximo dia 17, das 18h30 às 20h30, no restaurante da CIC, voltada para os alunos, pais e professores das 18 escolas participantes do Programa Miniempresa sobre postura profissional e empreendedorismo. O objetivo, segundo o coordenador da CIC Jovem, William Cardoso de Oliveira, é preparar os estudantes para o mercado de trabalho e escolha da carreira profissional.

A psicóloga Vanderléia Finco Fuga será palestrante do evento. Com formação pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e MBA em Gestão Empresarial, com ênfase em Gestão de Pessoas, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Vanderléia falará sobre postura profissional. O outro palestrante será o consultor Eduardo Pandolfo, que vai falar sobre o tema “O que o empreendedorismo espera de você”. Graduado em Administração, Pandolfo possui pós-graduação em Governança e Estratégia de TI, em Marketing e Comunicação e em Gestão Empresarial.

O Programa Miniempresa está em sua 21ª edição. As jornadas tiveram início em março e prosseguem até julho em 18 escolas da rede pública e privada de Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha e Nova Pádua, envolvendo cerca de 600 alunos do segundo ano do Ensino Médio. Durante estes cinco meses, os estudantes executam todos os passos para a criação de uma empresa. Eles vendem ações para levantar capital para o negócio, fazem pesquisa de mercado para a escolha do produto, fabricam e pagam os salários. Além disto, elaboram a estrutura organizacional da miniempresa, com a escolha de um presidente e quatro diretores, desenvolvem a estratégia de comercialização de seus produtos, recolhem parte do faturamento como tributação simbólica, que é doada a uma instituição ao final do programa, e ainda apuram o lucro e recompram as ações.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC

Outras Notícias