CSS Light Web Gallery

10/08/2018 | ARTIGO

OPINIÃO: O peso da burocracia sobre o empreendedorismo

Foto: Julio Soares/Objetiva
Foto: Julio Soares/Objetiva

Ao tomar ciência da posição do Brasil em alguns rankings mundiais, somos assolados pela perplexidade e buscamos explicações para esse cenário tão desolador.

No ranking da competividade, por exemplo, estamos na 75ª posição entre 106 países. Entre os 121 países com maior facilidade de fazer negócios (pasmem!), estamos no 116º lugar, ou seja, praticamente no fim da fila. Passamos da hora de promover um ambiente amigável ao empreendedor neste País. Mas parece que todo o sistema foi engendrado para dificultar a vida do empresário, quando, em lógica, deveria ser justamente o contrário, pois está na iniciativa privada e no empreendedorismo as melhores oportunidades para geração de emprego e renda, algo de que o Brasil mais precisa no momento.

É preciso facilitar a vida do empresário, pois só desta forma será possível aumentar a nossa produtividade e criar as condições indispensáveis para o desenvolvimento.

Na esfera municipal, alguns assuntos também preocupam a CIC, entidade a qual temos a honra de presidir atualmente. Refiro-me ao fechamento de mais de 70 agroindústrias em Caxias do Sul, um problema que foi levantado pela CIC e que foi matéria de capa deste jornal no dia 3 de agosto. A reportagem retrata bem o dilema dos pequenos empresários rurais, atingidos em sua própria dignidade.

Reitero que é preciso facilitar a vida do empresário, pois se a fiscalização é necessária, o que concordamos, ela não necessariamente deve inviabilizar os negócios. Deve, sim, primeiramente, adotar um caráter preventivo e de orientação, e não punitivo, cerceativo e ameaçador.

Quando o estado – entenda-se município, estado e União – e todos os seus agentes públicos dizem que estão cumprindo a legislação, é preciso que tenham em mente que as leis são feitas para organizar a vida em sociedade e para beneficiar pessoas de bem, que querem trabalhar e ajudar esta cidade, este estado e este País a seguirem em frente.

Por isso, o fechamento de mais de 70 agroindústrias nos faz questionar: será que nossos empresários são tão incompetentes assim? A mim parece mais que os pequenos empresários rurais simplesmente se cansaram, pois todo dia há uma norma nova, um decreto recém-editado, ou uma alteração aqui, outra ali. Nunca é suficiente para o grande dragão da burocracia.

Fonte: Ivanir Gasparin - Presidente da CIC Caxias do Sul

Outras Notícias