CSS Light Web Gallery

13/11/2017 | CARTA ECONÔMICA

Conselho Temático de Economia e Finanças da CIC analisa conjuntura e recomenda que empresas se preparem para a retomada

Documento foi divulgado nesta segunda-feira (13) pelo conselheiro Joarez Piccinini - Foto: Julio Soares/Objetiva
Documento foi divulgado nesta segunda-feira (13) pelo conselheiro Joarez Piccinini - Foto: Julio Soares/Objetiva

O Conselho Temático de Economia e Finanças da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) sintetizou os assuntos de maior relevância da conjuntura econômica em um documento divulgado nesta segunda-feira (13) pelo conselheiro Joarez Piccinini. Na chamada “Carta Econômica”, os conselheiros analisam o desempenho das principais economias mundiais, traçam cenário de curto e médio prazo para economia brasileira e apontam os principais aspectos que interferem na economia, a fim de apoiar as empresas associadas no entendimento dos impactos nos negócios e na gestão. Além disso, vai ao encontro dos esforços da entidade na busca pela disseminação de informação e conhecimento.

Outro aspecto destacado no documento da CIC são as recomendações à classe empresarial para embasar a tomada de decisões. De acordo com os conselheiros, o empresário deve prestar atenção às oportunidades que virão com a retomada da economia e se preparar com investimentos, produtos inovadores e capacidade produtiva ajustada. Porém, deve avaliar os riscos e suas consequências. “A retomada da economia continua lenta e gradual, confirmando a saída da recessão. No entanto, em decorrência dos aspectos políticos no âmbito nacional, ainda há fragilidades nesta retomada. Por isso continuamos reforçando que mantenham o foco no rigor do controle dos custos e despesas, preservem o caixa e reduzam o endividamento de custo mais elevado”, diz o documento.

Integram o Conselho Temático de Economia e Finanças da CIC as seguintes pessoas: Alexander Messias, Astor Milton Schmitt, Joarez Piccinini, Idalice Manchini, Maria Carolina Gullo, Mauro Corsetti e Rafael Biedermann Mariante.

Para acessar na íntegra a Carta Econômica, clique no link abaixo.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC

Downloads

Outras Notícias