CSS Light Web Gallery

04/10/2017 | INDICADORES

Economia de Caxias do Sul cresce 2,6% em agosto

Números foram divulgados à imprensa nesta quarta-feira (4), na CIC - Foto: Giovana Schmitt/CIC
Números foram divulgados à imprensa nesta quarta-feira (4), na CIC - Foto: Giovana Schmitt/CIC

O mês de agosto registrou alta de 2,6% na atividade econômica de Caxias do Sul em comparação com julho. Com exceção dos serviços, os demais setores da economia apresentaram desempenho positivo em agosto em relação ao mês anterior. Os números do desempenho da economia caxiense foram divulgados nesta quarta-feira (4) pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

A economia local chegou a agosto acumulando crescimento de 3,9% em 2017. Se comparado com agosto de 2016, o aumento é de 11,3%, enquanto nos últimos 12 meses o índice está próximo da estabilidade: 0,6% negativo. “A indústria está reagindo fortemente em relação a agosto de 2016. A melhora da economia se consolida mês a mês, confirmando nossa expectativa de fecharmos o ano com números positivos”, disse o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Alexander Messias.

Na análise por setor, a indústria registrou alta de 2,2% na comparação com julho. O comércio, por sua vez, registrou alta de 10,3% se comparado com o mês anterior. Já o setor de serviços apresentou queda de 1,4% em suas atividades em agosto em relação a julho.

Em relação aos postos de trabalho, em agosto foram criadas 296 vagas em Caxias do Sul, repercutindo em leve alta na comparação com o mês de julho. A indústria foi o segmento que mais criou empregos. Já os setores de comércio e construção civil sofreram baixas. Em julho, eram 159.159 empregos formais; em agosto, este número subiu para 159.455. Nos últimos 12 meses, o saldo é negativo em 2.452 empregos.

O também diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Astor Schmitt ressaltou o desempenho do mercado de trabalho, que voltou a contratar. Para ele, este é o fato mais importante de agosto, pois indica a retomada do emprego, mesmo que lentamente.

Mercado externo - Os indicadores de mercado externo mostram que as exportações caíram 1,6% em agosto em relação a julho. Na comparação com agosto de 2016, a queda se acentua e chega a menos 14,5%. No acumulado do ano, as exportações registraram alta de 3,8%. Já as importações cresceram em agosto em relação a julho. Em relação ao mesmo mês do ano passado, a alta é de quase 47%. Com isso, o saldo da balança comercial teve desempenho negativo de 8,6% em agosto sobre julho, de 32,6% em relação a julho de 2016 e de 3,6% no acumulado do ano. Ficou positivo apenas no acumulado dos últimos 12 meses, em índice de 2,6%.

Os principais destinos das exportações caxienses em agosto foram Argentina, Chile e Estados Unidos. Já as importações tiveram origem da China, Itália e Alemanha.

Também participaram da coletiva de imprensa o vice-presidente de Indústria da CIC, Carlos Zignani, a diretora de Economia, Finanças e Estatística da CIC Maria Carolina Gullo, o diretor da CDL Ricardo Comandulli, o assessor de Economia da CDL, Mosár Leandro Ness, e a assessora do Departamento de Economia e Estatística da CIC, Nara Panazzolo.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC

Downloads

Outras Notícias