CSS Light Web Gallery

04/07/2017 | DESEMPENHO ECONÔMICO

Economia de Caxias do Sul atinge números positivos

Levantamento da CIC e CDL referente ao desempenho econômico do mês de maio foi divulgado nesta terça-feira (4)
Levantamento da CIC e CDL referente ao desempenho econômico do mês de maio foi divulgado nesta terça-feira (4)

A economia de Caxias do Sul registrou alta de 6,6% em maio, na comparação com abril. Dos três segmentos, o comércio foi o que apresentou melhor desempenho, com alta de 17,6%, enquanto a indústria cresceu 7,4%. Os serviços ainda registram uma redução de 1,2%. No acumulado do ano, depois de sucessivos meses em queda, o índice saiu do vermelho e atingiu crescimento de 0,5%. É o que mostra a pesquisa realizada pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), divulgada nesta terça-feira (4).

Também houve crescimento de 7,7% na economia caxiense na comparação entre maio deste ano com o mesmo mês do ano passado. No acumulado dos últimos 12 meses, porém, houve queda de 5,8%, mas ela é menor que nos meses anteriores, o que reforça a perspectiva de recuperação.

Em relação ao IDI/Caxias, que mede o desempenho da indústria, apenas um dos itens que compõem esse indicador apresentou desempenho negativo na comparação entre maio e abril deste ano, que foi massa salarial, com uma queda de 4,4%. Os demais componentes apresentaram crescimento em índices que variaram de 0,6% a 21,4%. Na comparação com maio de 2016, houve crescimento de 10,2% no comportamento geral da indústria, enquanto no acumulado do ano a alta foi de quase 3%.

Para o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Alexander Messias, o Dia das Mães, mês com mais dias úteis e melhora da economia de modo geral foram determinantes para os números positivos de maio. “A economia de Caxias do Sul já está no positivo”, afirmou. Ainda de acordo com ele, o pior já passou e isto está se materializando cada vez mais, o que leva à perspectiva de a economia local fechar 2017 no azul, depois de três anos em queda. No entanto, a incerteza gerada pela crise política, na opinião do economista, pode ser um fator prejudicial para que esta perspectiva se concretize. “Não são números robustos, mas são positivos e precisam ser comemorados. Se a política não interferir, vamos fechar o ano com desempenho positivo”, reiterou Messias.

No comércio exterior, a pesquisa também apontou alta de 30,7% no saldo da balança comercial, em maio em relação a abril, situando-se em US$ 561 milhões no acumulado dos últimos 12 meses. As exportações, que em maio registraram o melhor mês em 2017, tiveram alta de 34,4%. As importações também cresceram 43,2% em maio em relação a abril deste ano. No acumulado de 2017, o saldo da balança comercial é positivo em 11%.

No destino das exportações caxienses em maio, a Argentina se situa na primeira posição, com 16%, seguido por Chile e Estados Unidos. Já entre os países de origem das importações caxienses, a China se mantém na liderança, com 40%.

Empregos
No mês de maio, foram reduzidos 146 postos de trabalho, uma queda de 0,1% no total de empregos formais, cujo estoque hoje situa-se em 160.168. O comércio voltou a contratar e empregou 120 pessoas em maio.

Também participaram da coletiva de apresentação do desempenho da economia de Caxias do Sul o vice-presidente de Comércio da CIC, Ivanir Gasparim, o diretor-executivo da CIC, Gelson Dalberto, o diretor da CDL Ricardo Comandulli, o assessor de Economia e Estatística da CDL, Mosár Leandro Ness, e a assessora de Economia da CIC, Nara Panazzolo. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC - Jornalista Marta Guerra Sfreddo (MTb6267)

Downloads

Outras Notícias