CSS Light Web Gallery

07/03/2017 | DESEMPENHO

Economia de Caxias do Sul tem queda de 17,2% em janeiro

Dados do desempenho econômico foram divulgados nesta terça-feira (7) pela CIC e CDL - Foto: Francine Spiller/CIC
Dados do desempenho econômico foram divulgados nesta terça-feira (7) pela CIC e CDL - Foto: Francine Spiller/CIC

O índice da queda do desempenho da economia de Caxias do Sul no primeiro mês de 2017, em relação a dezembro de 2016, foi de 17,2%. Janeiro, por tradição, sempre apresenta desempenho inferior ao mês anterior. A demanda menor e as férias coletivas e escolares acentuaram o percentual de queda na economia. Os três segmentos - indústria, comércio e serviços - tiveram recuo em suas atividades na comparação com dezembro. O comércio, porém, teve o pior desempenho: menos 40,9%%. A indústria foi o segmento cuja queda foi menor, com 10,8%. Já os serviços caíram 15%, conforme mostra o levantamento divulgado nesta terça-feira (7), pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

O estudo mostra que na comparação entre janeiro de 2017 com janeiro de 2016, a indústria registrou queda de 7,2% e o comércio, de 24,9%. Os serviços registraram redução de 16,9%. Com isso, a queda no desempenho da economia foi de 13% nesse comparativo. Na análise dos últimos 12 meses, a economia também apresentou desempenho negativo de 13%. De acordo com o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Astor Schmitt, apesar do mau desempenho, a economia de Caxias do Sul mostra tendência de recuperação. “Mês a mês, os números estão fazendo o caminho de volta. A retomada está sendo lenta e em ritmo bem menor do que gostaríamos, mas ela está acontecendo”, ponderou Schmitt. Alguns indicadores econômicos brasileiros estão melhorando e deverão influenciar o desempenho da economia local, na opinião do diretor. “A inflação está baixando, os juros estão caindo, os investimentos externos começaram a fluir e o País terá uma de suas melhores safras. Isso impactará positivamente na economia”, argumentou o diretor da CIC.

Todos os componentes que servem para apurar o Índice de Desempenho da Indústria (IDI/Caxias) apresentaram retração em janeiro em relação a dezembro. No acumulado dos últimos 12 meses, o IDI/Caxias registrou queda de 11,6%.

Empregos - No saldo do mercado de trabalho local, o levantamento mostrou que em janeiro, na comparação com dezembro de 2016, foram criados 726 postos em Caxias do Sul, um aumento de 0,5% no total de empregos formais no município. A agropecuária foi o segmento que apresentou melhor desempenho na geração de vagas, com 548 novos postos de trabalho. A indústria oportunizou a criação de 234 empregos.  Hoje, Caxias do Sul possui um total de 159.042 postos formais de trabalho, uma queda de 4% nos últimos 12 meses.

Mercado externo - As exportações caíram 35% e as importações cresceram 30%, fazendo com que o saldo registrasse um desempenho negativo de 52,7% no comparativo entre janeiro de 2017 e dezembro de 2016. Em janeiro, Caxias do Sul exportou US$ 49 milhões e importou US$ 21 milhões. Chile, Argentina e Estados Unidos foram os principais destinos das exportações caxienses. Já as importações se originaram da China, Itália e Alemanha. O primeiro item tanto na pauta de exportações como de importações continua sendo os bens de capital.

Também participaram da coletiva o vice-presidente de Indústria da CIC, Carlos Zigani, os diretores de Economia, Finanças e Estatística da CIC Maria Carolina Gullo e Joarez Piccinini, o assessor de Economia e Estatística da CDL, Mosár Leandro Ness, e a assessora de Economia da CIC, Nara Panazzolo.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CIC

Downloads

Outras Notícias